Tag Archives: destaque

Nutricionista Nany Sado dá dicas para quem quer emagrecer
Categories Dieta

8 dicas para emagrecer e não engordar nunca mais

Você já se perguntou por que algumas pessoas conseguem emagrecer e manter o peso? A verdade é que isso não depende apenas da dieta, mas de mudanças de hábitos, quebra de crenças e definição de objetivos. Mesmo assim, há dicas simples para emagrecer, evitar o efeito sanfona e não voltar a engordar.

Afinal, já pensou que o tamanho do prato do restaurante pode influenciar a quantidade de comida que você come? Por isso, a nutricionista Nany Sado lista oitos dicas práticas para você aplicar já no seu dia a dia!

1. Pese-se

As pessoas fogem muito da balança porque não querem saber quanto estão pesando. Mas quando você sabe o quanto você pesa, você sabe onde quer chegar. A dica é se pesar, pelo menos, na segunda-feira e na sexta-feira, no mesmo horário, de preferência, pela manhã, e sempre na mesma balança. Afinal, nem todas as balanças são calibradas e apresentam seu peso correto.

2.  Coma em pratos pequenos

Já reparou que quando você vai a um restaurante self-service há sempre um prato grande? É para que você coma mais! Quando o prato é pequeno, você tende a colocar a quantidade que você necessita de comida. Assim,  fica muito mais fácil preencher o prato e, claro, ter a sensação de que está comendo o suficiente. Além disso, coma devagar, apreciando a refeição.

3. Beba água

Esta é uma das dicas valiosas para quem quer emagrecer. Muitas vezes você não está com fome, mas, sim, com sede. O cérebro, a principio, não consegue identificar as duas sensações. Está com fome? Beba água. Além disso, vale lembrar que quando sentimos necessidade de beber um copo d’ água é porque as mucosas estão desidratando, o que indica uma desidratação de 5% a 7 % do seu organismo. Ou seja, o ideal é não ter essa sensação de sede.

4. Coma pouco à noite

As pessoas que comem muito à noite acabam engordando mais. Por isso, uma das dicas para emagrecer é jantar cedo, à moda do americanos e canadenses que jantam às 18h, 19h. A outra alternativa é comer uma refeição mais leve. Se optar pelo segundo caminho, pode comer um pouco mais tarde.

5. Não coma com interferência

Sabe aquelas pessoas que comem mexendo no celular? Elas podem engordar até três quilos em um ano! Deixe o celular de lado e preste atenção no sabor e nas texturas da comida. Tente dedicar sua atenção unicamente à refeição. Essa técnica é chamada de mindful eating.

6. Pratique exercícios

Todas as pessoas que emagrecem e continuam magras se exercitam. Hoje, a Organização Mundial de Saúde (OMS) sugere ao menos 30 minutos de exercícios todos os dia. Se você vai à academia de quatro a cinco vezes por semana e fica uma hora, já está dentro do recomendado. Ou seja, faça do exercício parte da sua rotina, como escovar os dentes ou pentear os cabelos!

7. Não ingira álcool após a musculação

A ingestão do álcool atrapalha muito o resultados dos treino de força, uma vez que o álcool interfere na síntese proteica e no ganho de massa magra. Deixe o álcool para o dia que você não vai fazer exercícios de força. Também é importante saber que o álcool tem de ser ingerido com moderação. Portanto, lembre-se de quantificar o álcool que você ingere.

8. Diminua o sal

Diminuir o sal da comida é uma boa dica para emagrecer. As pessoas que comem muito sal, retém muito mais líquido e também sofrem alterações no paladar. Ou seja, tendem a comer mais e as chances de encarar o efeito sanfona aumentam.

Alimentação pode ser direcionada para a saúde dos cabelos. É a chamada nutrição capilar
Categories Dieta

O que é Nutrição Capilar e quais alimentos fazem bem para o cabelo

A nutrição capilar é uma das vertentes da Nutrição Estética. Segundo a nutricionista, Nany Sado, em artigo publicado no blog Viva Saúde da Revista Ludovica,  a nutrição capilar é um tratamento de dentro para fora, que ajuda a ressaltar a beleza tornando o organismo mais saudável. Para resultados ainda melhores, o tratamento é feito em conjunto com o Dermatologista ou Tricologista (especialista em cabelo e couro cabeludo).

Segundo a nutricionista, a aparência do cabelo pode ser a responsável pelo alerta de que a pessoa precisa se nutrir melhor. Afinal de contas, estar magro ou praticar exercícios regulares não é sinônimo de um organismo bem nutrido. Aliás, dietas hipocalóricas podem ser as responsáveis pelos sintomas.

Assim, seja pela queda de cabelo (alopecia), ressecamento dos fios, quebra ou oleosidade o indivíduo se atenta para o impacto de fatores genéticos, hormonais ou alimentares. A nutrição capital identifica o que está causando o problema  por meio de exame sanguíneo ou sublingual e direciona o tratamento.

Por isso, além de uma nova dieta, a microbiota intestinal, onde os nutrientes são absorvidos, também recebe atenção. Normalmente, são usado probióticos. É importante enfatizar que a saúde capilar depende de avaliação e tratamento individualizados.

Quais alimentos são aliados da nutrição capilar

São alimentos aliados da Nutrição capilar, a carne vermelha e os vegetais de folhas verdes escuras. Afinal, são fontes de zinco,  mineral que estimula a síntese da célula e faz o cabelo crescer. Eles também são ricos em ferro e previnem a queda dos fios.

O chá-verde, o chá-branco, o chá-vermelho e o chá-preto tem catequinas, um oxidante que ajuda no desenvolvimento do bulbo capilar.   A sardinha e o amendoim têm vitamina Q10.  Já rins, fígado e a gema de ovo são ricos em Vitamina H (biotina), que quando ausente provoca alopecia.  Neste último caso, a suplementação é comum.  Portanto, uma variedade de nutrientes fará muito bem ao seu cabelo.

 

Nutricionista e Coach Nany Sado explica a importância do mindset para você emagrecer
Categories Dieta

Mindset: como ele afeta seu emagrecimento

Você já  pensou em como as pessoas que você mais convive afetam o seu mindset? Como elas podem estar te impedindo de emagrecer?  Além disso, como elas podem te ajudar a atingir seus objetivos? A nutricionista Nany Sado, que também é master coach, relata que “quando você começa a conviver com pessoas que tem o mesmo objetivo que o seu, você vai chegar muito mais fácil lá.”

Primeiro, é preciso entender melhor o que significa mindset.  A palavra em inglês resulta da junção de “mente” e “configuração”. Ou seja, é a maneira como você configura os seus pensamentos. Estudos relacionados ao coaching mostram que a maneira de pensar pode conduzir os acontecimentos da sua vida. Trazendo para o âmbito da Nutrição, por exemplo, um paciente terá muito mais dificuldade para emagrecer, se ele não acreditar que consegue.

Da mesma forma, quem está ao seu redor, também afeta o seu mindset, de acordo com os próprios objetivos e crenças limitantes. Testes mostram que os indivíduos  incorporam o comportamento da comunidade, principalmente de quem é mais próximo.”Se você anda com uma pessoa que não cuida da saúde, você não vai cuidar da saúde. Se você anda com uma pessoa que é muito bem sucedida, vocês será bem sucedida tanto quanto ela”, explica Nany.

Mindset bilionário e média das cinco pessoas 

Utilizando como base o livro Bilionários, de Ricardo Geromel,  a nutricionista Nany Sado explica que as pessoas com quem você mais convive ajudam a mudar seu mindset na hora de se dedicar à reeducação alimentar e ao processo de emagrecimento, uma vez que somos influenciados pela sociedade. “No livro, ele (Ricardo Geromel) coloca uma frase engraçada, que é: ‘tubarão nada com tubarão e sardinha nada com sardinha'”.

Outro exemplo utilizado pelo autor é a média das cinco pessoas com quem você mais convive. De acordo com ele, ao somar o patrimônio do seu grupo de maior convívio e fazer uma média, você irá se deparar com quanto acumulou.  “A sociedade vai mudar a sua vida. Com quem você está andando?”, questiona Nany.

Assim, a ideia é que você busque inspiração em pessoas próximas e construa seu mindset para alcançar seus objetivos. “O que você quer para a sua vida e o que essas pessoas podem trazer para você? Converse com o seu nutricionista. Se modele e seja a média das cinco pessoas que você mais convive.”

mesa com ovos, feijão, grão de bico, salmão
Categories Dieta

Cálcio: consuma mais, previna doenças e tenha qualidade de vida

Segundo dados da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF), divulgados no início do mês, os brasileiros consomem metade da quantidade de cálcio recomendada por dia. Para a nutricionista Nany Sado, o baixo consumo está relacionado a maus hábitos alimentares, como ingestão de fast food, processados e refrigerantes.

A falta deste mineral  na alimentação aumenta a incidência de doenças como osteopenia, que é a perda precoce da densidade óssea, e osteoporose, que ocorre com o envelhecimento do indivíduo. O cálcio é fundamental para a constituição de ossos, dentes e músculos. Ele pode ser encontrado em vários alimentos, em uma dieta rica e variada, que não depende apenas do leite. Ainda assim, a ingestão tem ser contínua e feita o quanto antes.

“Você vai fazendo uma poupança desde criança e quando chega nos 30 nós temos de ter nossa matriz óssea formada. É que depois disso, a gente não ganha muito. Na verdade, a gente acaba é perdendo. E com os 45 anos, se perde ainda mais”, conta Nany sobre a necessidade de acumular cálcio para prevenir doenças relacionadas à perda de massa óssea.

O cálcio não vem só do leite

O leite é a fonte mais conhecida  e popular de cálcio. Todavia, sardinha, salmão, feijão branco, vegetais escuros, melaço e batata-doce são fontes deste mineral. Todos estes alimentos não contém lactose. Ou seja, podem ser utilizados por pacientes com intolerância. Além disso, há ainda leite de castanhas e iogurtes enriquecidos com cálcio e tofu.

Também vale lembrar que é possível estimular a maior absorção do mineral por meio de horários e combinações de alimentos.  Por ser alcalino, ingerir cálcio à noite, por exemplo, é uma maneira de potencializar a quantidade metabolizada pelo organismo, uma vez que encontrará o intestino mais ácido.

Se você quiser saber mais sobre como absorver vitaminas e minerais, clique AQUI!

Mulher faz sua hidratação durante treino bebendo água
Categories Dieta

A hidratação vai melhorar seu desempenho nos treinos

O processo de hidratação ao realizar um treino pode virar quase uma tarefa automática. Mas se você quer garantir desempenho e resultados é melhor se atentar em como está ingerindo líquido.
Afinal, para começar, a desidratação afeta a performance ao se exercitar, provoca fadiga e câimbras. A falta de líquido pode trazer consequências muito mais graves, como convulsões e arritmia cardíaca.
E mais… talvez você não saiba, mas com acompanhamento nutricional é possível determinar a quantidade de líquido a ser ingerido de acordo com a atividade física que o paciente irá realizar.
Vale lembrar ainda que cada organismo tem características particulares a serem analisadas. Também são únicas as variáveis para executar um exercício, como uma prova de corrida de rua, por exemplo. E,  não só por isso, o profissional de Nutrição é importantíssimo para quem é atleta ou busca ganhar desempenho.
No plano alimentar,  por exemplo, a água tem papel fundamental para que o paciente alcance bons resultados, a começar pela composição do nosso organismo, que tem mais de 60% de água. É o líquido, que  estimula o funcionamento de rins, intestino e liberação de toxinas.

A nutricionista Nany Sado destrinchou vários aspectos sobre como a  hidratação pode te ajudar a alcançar melhores resultados em  um post para o blog Viva Saúde da revista Ludovica. Confira aqui! Uma das questões abordadas por ela é  um protocolo simples  para ajudar na hora de saber quanto de água cada um deve ingerir por dia.  Bastaria multiplicar o peso atual por 35 ml.