Tag Archives: alimentos

Categories Dieta

Cuidados com delivery de comida para não se contaminar com vírus e bactérias

Sanduíches, jantinhas, massas, comida japonesa, doces e uma infinidade de outras opções para agradar todo tipo de paladar. Bastam alguns clicks e a comida chega na porta da sua casa, embalada e quentinha, pronta para ser consumida. A tecnologia na palma da mão tem feito com que o mercado de delivery cresça exponencialmente, em especial, neste tempo de pandemia em que o comércio de bares e restaurantes cumpriu decretos estaduais e permaneceu fechado. Só no ano passado, o mercado de delivery movimentou R$ 10 bilhões de reais. Este ano, a estimativa é que esse índice aumente ainda mais. É que o brasileiro aprendeu a gostar de receber as refeições em casa. Mas você já se perguntou quais os cuidados na hora de consumir alimentos prontos e que chegam no conforto do seu lar?

A nutricionista Nany Sado faz o alerta, “Um dos cuidados principais é saber a procedência do restaurante. Saber da higiene na cozinha. Além disso, quando o alimento chega na sua casa é preciso desinfetar a embalagem. Assim como quando você chega com as compras de supermercado na residência”. Para higienizar a embalagem a nutricionista explica que a limpeza pode ser feita usando o álcool 70 ou água sanitária. Na primeira opção, basta um pano úmido com álcool. Já na segunda, é preciso diluir 2 colheres de água sanitária em um litro de água, umedecer um pano seco e limpo na solução e limpar a embalagem do alimento.

Uma segunda preocupação é saber se o estabelecimento tem uma nutricionista. “Quase todos os restaurantes bons tem o aval de uma nutricionista.Ela é quem faz um manual de boas práticas na cozinha”. Neste caso a nutricionista tem que ser especialista em Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN). Esse manual de boas práticas ensina a todos que estão na cozinha como se portar, temperatura dos alimentos, higienização dos alimentos e uma série de outras regras a serem seguidas.

Comida crua

Mesmo antes da Covid-19 os nutricionistas alertam para o consumo de comidas cruas. Elas exigem um controle rigoroso de preparo, por isso, o cliente só deve pedir delivery quando conhece a procedência do restaurante. “Se você comer, por exemplo, uma comida japonesa você precisa conhecer a procedência do restaurante. Isso porquê, se o restaurante tiver qualidade rígida ele vai ter controle do fornecedor. E a gente fala isso por conta de salmonela e outras doenças relacionadas aos alimentos. O cru é sempre bom tomar cuidado”, alerta Nany.

Embalagem

Parece uma preocupação desnecessária se o alimento vem numa embalagem plástica, de papelão ou de alumínio. Mas engana-se quem pensa assim. O vírus da Covid-19 sobrevive até 24 horas. Assim como outros vírus e bactérias. “As mais indicadas são as embalagens de papelão. O papelão mantém a temperatura do alimento e protege mais. O isopor, por sua vez, o vírus pode durar até três dias”. Se puder optar pela embalagem de papel é melhor. Mas para se proteger mesmo o cuidado depende da sua higienização quando os alimentos chegam em casa. Porque depois que saem dos restaurantes tem a entrega e no caminho também pode haver contaminação.

Em tempos de coronavírus, todo cuidado é pouco. Lave as mão antes de se alimentar, higienize os alimentos e viva com saúde. Se cuide!

Mulher com fita métrica e alimentos termogênicos sobre a mesa
Categories Dieta

Termogênicos: entenda a função de alimentos e suplementos

Desde 2018, a nutricionista Nany Sado compartilha no Blog Viva Saúde, da Revista Ludovica, conteúdos que vão te ajudar a ficar com a saúde em dia. Por lá,  ela divide com você conhecimentos teóricos e práticos relacionados a Nutrição. Neste mês de janeiro, em que todos retomam a rotina e muitos carregam quilinhos a mais, adquiridos nas férias, o assunto foi o uso de termogênicos.

Os termogênicos exigem do seu corpo mais energia para digeri-los. Isso é bem legal porque reflete diretamente no aumento da taxa metabólica do organismo. Ou seja, no gasto energético em repouso.

Todavia, o que os estudos demonstram é que alimentos e suplementos termogênicos estão muito mais relacionados à queima de gordura do que ao emagrecimento.  Por isso,  pouco adiantará  ingerir suplementação ou alimentos termogênicos, se a atividade física não fizer parte da rotina.

Só utilize termogênicos com orientação médica ou nutricional

É importante ressaltar que a ingestão, principalmente, de suplementação tem de ser condicionada à orientação de um nutricionista ou médico especialista. Afinal, a dosagem errada traz riscos para a saúde! Também vale lembrar que o plano nutricional tem de ser individualizado, de modo a atender as necessidades de cada pessoa.

Ficou interessado pelo assunto?  Confira o post no site da Revista Ludovica AQUI!

Nany Sado - Doctoralia.com.br