Blog

Categories Dieta

Grupo de emagrecimento e mudança de vida em Goiânia

O programa de mudança de vida em seis semanas Six For Fit foi desenvolvido pela nutricionista Nany Sado, em parceria com a personal trainer Dayana Teodoro, em Goiânia. A proposta de não ser um grupo de emagrecimento convencional foi um grande sucesso! Por isso, com respaldo presencial e online, as alunas conseguiram alcançar resultados notáveis em um pequeno espaço de tempo.

Durante o programa, as cinco alunas tiveram a oportunidade de testar novas modalidades, como o crossfit e exercícios alinhados com a tecnologia,  na academia sem peso, Tecfit, no Setor Marista. Assim, a ideia do grupo de emagrecimento é que as pacientes consigam compartilhar feitos e dificuldades do processo de reeducação alimentar com acompanhamento profissional.

Equipe e alunas do Six For Fit durante aulão na Urban Arts, no Setor Marista

Segundo a nutricionista Nany Sado, quem opta por um grupo de emagrecimento costuma se estimular com a experiência das outras pessoas.  Ou seja, consegue melhores resultados justamente porque não está lidando com a rotina de exercícios e dieta sozinho.

A equipe do Six For Fit também realizou um aulão beneficente, em dezembro. A atividade teve como cenário a galeria de arte Urban Arts.  O aulão teve a participação especial da educadora física Saritha Nogueira. Afinal, a ideia era encerrar o ano com inspiração de sobra! Os alimentos arrecadados para a inscrição foram revertidos para o projeto social Liga do Bem.

Mais do que um grupo de emagrecimento

Todas as ações durante o Six for fit foram desenvolvidas para afetar diferentes aspectos da vida das pacientes. Por isso, vão além do emagrecimento.  Além disso, quem teve os melhores resultados durante o programa  Six For Fit, é claro,  ganhou premiação.

Nutricionista Nany Sado com pacientes do programa de emagrecimento Six For Fit
Confraternização Six For Fit premiou melhores resultados de alunas durante o programa de mudança de vida

E aí, já está ansioso pela próxima edição?

 

Categories Dieta

Para mudar de vida: começa 1ª edição do Six For Fit

Esta terça-feira (13/11) marcou o início da 1ª edição do Six For Fit. O projeto elaborado pela Nutricionista Nany Sado e que terá a participação da personal trainer, Dayana Teodoro.  Trata-se de ir além do propõe um grupo de emagrecimento. A ideia é que as cinco alunas participantes consigam mudar de vida em seis encontros.

Até o dia 18 de dezembro, as participantes terão acompanhamento nutricional, coaching com quebra de crenças e treinos. As tarefas são  elaboradas de acordo com o objetivo pessoal.  Por isso, Nany esclarece que criou o formato Six For Fit para pacientes que “preferem estar em grupo e se sentem muito mais motivadas”.

Primeira reunião do Six For Fit

A primeira reunião ocorreu no Hospital Unique, no Setor Bueno, em Goiânia. Lá, as pacientes foram avaliadas. Houve ainda conferência de peso, altura e definição de metas. Também serviu para todas se conhecerem e começarem a conquistar seus objetivos juntas.

Ou seja, o processo para mudar de vida já começou e vai trazer excelentes resultados ainda este ano! Os encontros são semanais e têm diferentes propósitos.  Portanto,  se a primeira reunião serviu para começar a traçar até onde as pacientes querem chegar e iniciar o plano alimentar, o próximo terá outra função. Assim, sempre serão abordadas questões relacionadas à Nutrição, Educação Física e Coaching.

Categories Coaching

Técnicas de coaching impulsionam reeducação alimentar

Sabe aquela máxima de corpo e mente andarem juntos? Na reeducação alimentar quando isso acontece há muito mais chance de sucesso! Foi por isso que há um ano a nutricionista Nany Sado passou a aplicar diferentes técnicas de coaching para impulsionar os resultados de seus pacientes.

“Decidi estudar coaching porque vi que só com o plano alimentar você tem uma mudança de curto prazo. Em longo prazo essa mudança não se mantém. A pessoa volta a engordar porque ela não quebrou crenças, ela continua se sabotando com os mesmos problemas que a levaram a engordar”, explica Nany.

Ela já adota técnicas de Coach Integral Sistêmico, em que é feita uma avaliação comportamental e vários aspectos da vida do paciente são impactados. Mas inicialmente aplicou Coach Nutrition, voltado apelas para alimentação.  Nany afirma que muitas vezes o gancho, principalmente para o ganho de peso, está relacionado a questões financeiras, pessoais e de autoestima.  “É melhorar os pontos fortes e os pontos fracos.”

A profissional é especialista em Body Nutrition, Nutrição Esportiva e Fitoterapia aplicada a Nutrição.  Nany optou por estudar coaching como forma de se diferenciar no mercado. Desde então, ela coleciona resultados sustentáveis no tratamento de pacientes obesos. Recentemente, passou a aplicar o coaching também para atletas de alta performance. Assim, ajuda a desenvolver habilidades como dedicação e disciplina.

Como o coaching afeta a rotina do paciente

“O coaching afeta a rotina do paciente de uma maneira bem interessante, porque ele tem algumas tarefas. Tem rituais para fazer de manhã e à noite, tem livros para ler, frases motivacionais, ele tem metas. É diferente de só seguir a dieta”, explica Nany. Quem opta por este tipo de acompanhamento utilizará de mecanismos como a meditação atenção plena para aprender a maneira correta de se alimentar.

Em média, o tratamento nutricional aliado ao coaching leva de três a seis meses. O feedback, segundo a nutricionista, é extremamente positivo, algo notório graças ao número de indicações. “Procuram o meu consultório dizendo que o que eu faço é diferente.” Nany também acompanha semestralmente pacientes que já receberam alta e atesta os resultados duradouros.

Categories Dieta

Entenda os benefícios da Crononutrição

A Crononutrição consiste na alimentação associada ao relógio biológico. A nutricionista Nany Sado explica, em seu novo vídeo no canal no Youtube, de uma maneira simples e rápida, como os alimentos são utilizados para reduzir, estimular ou melhorar os efeitos dos hormônios no organismo. Afinal, as pessoas têm ciclos circadianos (hormonais) ao longo do dia.

Pela manhã, por exemplo, são recomendadas proteínas magras e carboidratos de baixo índice glicêmico. O horário do almoço se relaciona aos hormônios de ação, como serotonina e dopamina.

Almoçar mais tarde do que de costume pode afetar a disposição. Por isso, há um intervalo específico do dia para realizar esta refeição.  O mesmo pode ocorrer, dependendo o alimento que você escolhe ingerir.

Análise individual

É sempre bom lembrar que cada indivíduo é único. Para aplicar a Crononutrição é necessário alinhar a técnica às necessidades do paciente, ainda que os ciclos hormonais sejam semelhantes entre os indivíduos. Nany conta também que o sono é  parceiro do emagrecimento e do ganho de massa magra. “A síntese muscular acontece neste momento (enquanto você está dormindo)”, afirma.

Assista ao vídeo e confira as vantagens que a  Crononutrição oferece no processo de reeducação alimentar. Vai levar pouco mais de dois minutos!

Categories Eventos

Nany participa de bate-papo sobre beleza feminina

Moda e saúde nunca estiveram tão conectadas.  Afinal, a saúde é o ponto inicial de todo comportamento ligado à autoestima e bem-estar. Por isso, dentro da programação do Vogue Fashion’s Night Out (VFNO) 2018, no Shopping Flamboyant, o Club Stile Exclusive promoveu a bate-papo “Beleza Feminina: o que o espelho fala sobre você”.

Participaram da conversa a nutricionista Nany Sado, a personal trainer Marília Sá, a empresária e digital influencer Rafaella Gurgel. O evento teve ainda a participação do maquiador oficial da Maybelline, Luciano Paiva.

No salão One Beauté, mulheres de diferentes idades e rotinas tiveram a oportunidade de sanar dúvidas e discutir questões que impactam o cotidiano. Ou seja, entre os assuntos estiveram os padrões de beleza feminina e as regras de estilo.

Jejum intermitente 

Nutricionista Nany Sado em evento do Clube Stile
Nany Sado durante almoço promovido pelo Club Stile Exclusive no VFNO, no Shopping Flamboyant

Em termos de Nutrição, o assunto que mais mobilizou a plateia foi o jejum intermitente, hábito em voga em termos de reeducação alimentar. Nany esclareceu que não é uma rotina alimentar que cabe a todos os pacientes. Além disso, os períodos de jejum são variáveis de acordo com cada organismo. Ela contou ainda que para ser eficaz, o jejum demanda a prática de atividades físicas regulares.

Categories Dieta

Acompanhe o canal da Nany Sado no Youtube

A Nany Sado é uma profissional super antenada e está sempre em busca de atualização. E essa vontade de aprender e inovar vai além da Nutrição. Ela acumula conhecimentos e técnicas para impactar a vida das pessoas e propiciarem mudanças permanentes. Isso se reflete também na forma de se comunicar com seu público e potenciais pacientes. Assim, o canal da Nany Sado no Youtube vai te ajudar a sair da zona de conforto para buscar hábitos mais saudáveis.

 

 

O vídeo é uma linguagem muito atual.  As pessoas estão bem mais dispostas a assistirem algo do que a lerem um texto, por exemplo. Assim, o canal da Nany Sado no Youtube será mais um meio para estimular a reeducação alimentar e ressaltar a importância de uma avaliação e acompanhamento profissional personalizado. Lá, você encontrará dicas sobre nutrição, emagrecimento, esportes e coaching.

 

O primeiro vídeo do Canal da Nany Sado

A Nany também vai compartilhar como mantém uma rotina saudável e equilibrada. No primeiro vídeo do canal, você confere “a importância de se hidratar durante a atividade física”.  Portanto, assista, lembre-se de dar like no vídeo e se inscreva no canal!

 

Categories Dieta

Saiba como escolher alimentos saudáveis no supermercado

Você sabe como escolher os alimentos mais saudáveis no supermercado? A Dra. Nany Sado acompanhou a apresentadora Roberta Santos, embaixadora do canal da Farmácia Artesanal, durante as compras no Empório Prime, em Goiânia, e deu dicas do que colocar no carrinho para levar realmente opções saudáveis para casa e garantir uma dieta equilibrada.

A primeira dica é optar por alimentos orgânicos, legumes, verduras e hortaliças cultivadas sem o uso de agrotóxicos. “Quanto mais orgânico melhor. Existem estudos que mostram que o excesso de nitrato no seu corpo acaba se transformando em nitrito e isso pode ser cancerígeno no futuro. Quanto mais você está exposto aos agrotóxicos, mais chances você tem de ter um câncer no futuro. Então, saiba escolher os produtos orgânicos”, afirma Nany.

Normalmente, os alimentos orgânicos, por serem diferenciados, recebem algum tipo de selo de identificação. O valor também é um pouco mais elevado, uma vez que a produção é bem mais trabalhosa, envole descanso do solo e uma série de especificidades, que asseguram a qualidade do alimento. Todavia, ao ingeri-los, você tem a certeza de que está nutrindo seu organismo da melhor forma.

Outra ótima dica é sempre escolher as frutas da estação. A explicação é bem simples. “Quando a  fruta é da estação todo clima ajuda na produção dessa fruta. Então, se usa menos agrotóxicos. As frutas da estação também são sempre mais baratas”, ressalta Nany. O acompanhamento nutricional ajuda a identificar quais delas o paciente deve inserir na dieta, de acordo com o objetivo que deseja atingir.

Na ida ao mercado, Nany selecionou para a Roberta itens como laranja, abacate, berinjela, tomate e maracujá. Todos estes alimentos têm funções nutricionais específicas que podem fazer muito bem para a sua saúde. Confira o vídeo completo AQUI!

 

Categories Dieta

Baixa ingestão de carboidrato é aliada no controle do diabetes

O Reino Unido aprovou a baixa ingestão de carboidratos como método para controle do diabetes. Assim, a alimentação é apontada como um dos principais fatores para o avanço e fatalidade da doença.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, entre 2010 e 2016, 406.452 pessoas morreram em decorrência da doença.Além disso,  atualmente, estima-se 13 milhões de pessoas diabéticas no País.

A restrição de carboidratos na alimentação, já adotada pelo Serviço Nacional de Saúde britânico, pode ajudar no controle do diabetes.  Por isso, a nutricionista Nany Sado, em entrevista à Rádio CBN Goiânia, explica o funcionamento da dieta.

Controle da ingestão de carboidratos já ajuda no controle do diabetes no Reino Unido | Reprodução

 

CBN | Quais são os benefícios da baixa ingestão de carboidratos?

O Reino Unido viu que o paciente que tem diabetes 2 fazendo uma redução dos carboidratos, principalmente dos refinados e do trigo, que tem amilopectina, que hoje já se descobriu que é muito inflamatório para o organismo levando a resistência à insulina.  Eles viram que fazendo essa redução da ingestão de carboidrato e aumentando o aporte de proteínas, os pacientes tiveram uma redução dos marcadores da diabetes. E no Brasil nós temos 406mil pessoas que morreram de 2010 a 2016 por conta do diabetes. Então, seria uma estratégia que nós nutricionistas e endocrinologistas poderíamos estra usando também.

 

CBN | Qual a ligação desses alimentos com o diabetes?

Os alimentos com carboidrato aumentam muito o índice glicêmico, aumenta muito a glicemia do paciente. Como o paciente tem resistência à insulina, é liberada a insulina, mas essa energia não consegue entrar na célula. Isso começa a inflamar muito o seu corpo, gerando doenças crônicas, como a doença cardiovascular e leva à síndrome metabólica, aumento de pressão arterial, resistência à insulina, aumento do risco de infarto e AVC (acidente vascular cerebral). Tudo isso, o paciente poderia ter por conta dessa inflamação.

CBN | Quais alimentos devem ser evitados? 

os alimentos que contém trigo, com pizza e sanduíches. As batatas, que é um carboidrato que o brasileiro consome muito, arroz branco, que tem alto índice glicêmico, macarrão. Estes alimentos deveriam ser evitados e no lugar do arroz branco, um arroz integral. No lugar do macarrão, macarrão integral. E nesta dieta britânica eles tiram até mesmo o macarrão integral, vindo do trigo.

 

CBN| No caso da frutas, também tem essa preocupação?  A gente ouve falar muito que as frutas contém muito açúcar, sucralose, elas também são considerados alimentos de alto índice glicêmico?

Sim. Os pacientes com diabetes têm de ter um controle maior, um plano alimentar calculado e realmente há uma redução das frutas de alto índice glicêmico. A gente começa a colocar umas frutas de baixo índice glicêmico, como a maçã, o abacate que é rico em gorduras boas, o coco, a pera mais verde, que tem menos frutose. São essas que nós, nutricionistas, priorizamos.

Nany Sado - Doctoralia.com.br